XXV CONJERGS

Confraternização de Juventudes Espíritas do Rio Grande do Sul, 18 e 19 de outubro 2014

História das CONJERGS

CONJERGS de 1957 a 1999

Colaboração de Cláudia Berlese

Na Busca de Unificação do Movimento Espírita Juvenil do estado do Rio Grande do Sul, Alberto Rocha percebendo os anseios dos jovens evangelizandos movimentou-se, assessorado por Juarez Weiss de Santa Maria, para que fosse realizada a primeira confraternização da juventude espírita gaúcha, a CONJERGS.
A Pioneira realizou-se em Santa Maria, em 7 e 8 de Setembro de 1957, na chegada do dia 7, pela manhã, encontravam-se na estação ferroviária um grupo numeroso de jovens e evangelizadores que coordenados pelo ativo e dedicado Juarez Weiss, enfrentando os rigores da hora matutina, proporcionando bela surpresa aos participantes da 1ª CONJERGS.
Ações preliminares dessa confraternização ocorreram a partir das 15h na União Espírita Santa-mariense. Ali, encontravam-se jovens de Santa Maria, Porto Alegre, Santa Cruz do Sul e São Pedro do Sul.
Na noite do mesmo dia, procedeu-se a instalação oficial da confraternização tendo diversos oradores, entre os quais: Alberto Rocha, Juarez Weiss, José Simões de Mattos (em nome da FERGS). Em seguida, a assistência foi brindada por uma bem escolhida série de números artísticos, apresentados pelos jovens de Santa Maria. A sessão foi encerrada com uma prece da Irmã Dinah Rocha.
No domingo, reuniram-se caravaneiros e evangelizadores das sociedades santa-marienses, ainda na União Espírita Santa-mariense, dividindo-se em grupos tendo à frente evangelizadores de Porto Alegre e Santa Maria com o objetivo de visitarem casas espíritas federadas e não federadas, estabelecendo assim novos elos de amizade e fraternidade.
À Tarde do dia 8, enquanto os jovens brincavam de prenda e de outros divertimentos saudáveis, evangelizadores metropolitanos, trocavam ideias sobre a futura Confraternização e suas características, resolvendo-se então, por unanimidade, que a próxima seria realizada no ano seguinte, teria por sede a cidade de Santa Cruz do Sul. Guardaria as linhas gerais da que foi realizada, sendo acrescida da apresentação de trabalhos pelos jovens, em torno de assuntos doutrinários. Em princípio, ficou acertada a data de 20 de setembro para a apresentação da mesma. À noite de domingo, realizou-se a sessão de encerramento com a participação de diversos oradores, jovens de Santa Maria, Santa Cruz do Sul, São Pedro do Sul e de Porto Alegre, o presidente da União Espírita Santa-mariense, os irmãos Juarez, Alberto e Simões de Mattos, depois uma hora de arte, constituída de números de música e declamações, entremeadas por sentenças de cunho evangélico dos espíritos Emmanuel e André Luiz. Encerrada a Confraternização por Cecília Rocha com uma vibrante prece.
A 2ª, 3ª e a 4ª CONJERGS ocorreram respectivamente em Santa Cruz do Sul, em 20 e 21 de Setembro de 1958; Pelotas, em 1º e 2 de Novembro de 1959 e Caxias do Sul, de 17 a 20 de Setembro de 1960, tendo como Coordenador Alberto Rocha.
1
Flâmula da 5ª CONJERGS
Tendo por local a acolhedora cidade do Rio Grande, realizou, durante os dias 13 e 14 de agosto de 1961, a 5ª Confraternização das Juventudes Espíritas do Rio Grande do Sul, reunindo jovens de Santa Maria, Caxias do Sul, São Leopoldo, Pelotas, Novo Hamburgo, Porto Alegre e do Rio Grande.Esta confraternização se constituiu num legítimo sucesso, congregando cerca de 200 jovens que debateram teses à luz da Doutrina Espírita.
A abertura foi feita pelo confrade Paulo Fernandes de Freiras, então na presidência da Federação Gaúcha, procedendo-se, de imediato, a instalação da mesa diretora dos trabalhos da 1ª sessão plenária, a qual ficou toda constituída por jovens, cabendo salientar que todas as sessões plenárias foram dirigidas pela própria juventude que assim já era exercitada na tarefa nada fácil de dirigir debates. As sessões plenárias desdobraram-se até a tarde de segunda-feira, excetuada a manhã do mesmo dia, que foi dedicada à práticas esportivas, visando proporcionar aos jovens um descanso mais do que justo.

Foram lidas, debatidas e aprovadas teses relativas aos seguintes assuntos: “A Justiça Divina” “Ritos, Dogmas, Sacramentos e Cerimônias – Estudo Comparativo das Religiões” “Há muitas moradas na casa de meu Pai”.
Na sessão de encerramento, realizada na noite do dia 14, ocorreu um interessante “Torneio Evangélico”, no qual os jovens demonstraram seus conhecimentos relativos ao livro “O Evangelho Segundo o Espiritismo”.

A 6ª, 7ª e a 8ª CONJERGS ocorreram respectivamente em Santa Maria, nos dias 7 e 8 de Setembro de 1962; Uruguaiana nos dias 12 e 13 de Abril de 1963 e Passo Fundo de 26 a 29 de Março do ano de 1964, sob a coordenação de Alberto Rocha.

2Flâmula da 9ª CONJERGS

Nos dias 16 a 18 de abril de 1965, realizou-se a 9ª CONJERGS. Além dos integrantes da Juventude Espírita da cidade anfitriã, Bagé, participaram do movimento cerca de 160 jovens procedentes das seguintes localidades: Novo Hamburgo, São Leopoldo, Porto Alegre, Pelotas, Rio Grande, Uruguaiana, Passo Fundo, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Caxias do Sul, Pedra Osório, Esteio. O ponto alto das atividades programadas foram as reuniões de estudos processadas sob a forma de “Seminário”. As teses estudadas e debatidas versaram sobre os seguintes temas: – O Evangelho e a Doutrina dos Espíritos: Estudo comparativo. – Mediunidade à luz da Doutrina Espírita. – Função terapêutica do Evangelho nos desequilíbrios psicossomáticos. Os trabalhos em grupos, como os das sessões plenárias, desenvolveram-se no Colégio Estadual daquela cidade.

3

4Flâmula da 10ª CONJERGS

A 10ª CONJERGS realizou-se em Porto Alegre, no prédio do Grupo Escolar Inácio Montanha, situado na Avenida João Pessoa, em Porto Alegre, de 8 a 10 de abril de 1966.

As atividades dessa confraternização tiveram lugar, por gentileza do Sr. Auro Leitão, então Secretário de Educação e Cultura.
Foram aprovadas pelo plenário as teses:

1) Evolução e Livre-arbítrio; 2) O Passe – seu mecanismo e sua função terapêutica; 3) O Jovem e a Sociedade atual. Desenvolveu-se o tema: “A participação do jovem no movimento Espírita”. Participaram ativamente 174 jovens do interior e 70 da Capital. Como visitantes observadores, 27 jovens de Santa Catarina, sendo 25 de Florianópolis e 2 de Lajes. Todos os trabalhos foram acompanhados pelo 1º Vice Presidente da FERGS, Paulo Fernandes de Freitas, com o assessoramento de Eunice Leite Silva, Diretora do Departamento de Evangelização. Foi Secretário Geral o jovem Paulo Henrique Dionísio. A “Hora Evangélica” foi constituída por perguntas sobre pontos da Boa Nova que foram respondidas por comissões compostas por jovens das diferentes delegações, tendo-se feito notável a alta qualidade das respostas. 5 A hospedagem dos jovens do interior foi feita pelas seguintes Sociedades Federadas: Instituto Amigo Germano, que também se encarregou da alimentação; S. E. Caminho da Luz; Inst. Esp. Dias da Cruz; Centro Esp. Irmãos de Boa Vontade, SOC. Esp. Francisco Spinelli e Legião Espírita. Na cidade de Pelotas, ocorreu a 11ª CONJERGS, que a todos encantou pela magnífica recepção e pelo serviço extraordinário de hospedagem. De 24 a 26 de março de 1967. Três teses foram apresentadas: – A Parapsicologia perante o Espiritismo; – Lei de Causa e Efeito; – Preparo do Jovem Espírita para o Casamento. Como atividade complementar, foram realizadas horas evangélicas, manhã esportiva, horas de arte e outras promoções. Alegrete, Bagé, Dom Pedrito, Uruguaiana, Livramento, Passo Fundo, Santa Maria, Pelotas, Rio Grande, Capão do Leão, Pedro Osório, Caxias do Sul, Santa Cruz do Sul, Taquara, Esteio, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Porto Alegre, estavam representadas por seus jovens nessa confraternização, e mais representantes de Lajes, Laguna e Florianópolis, do Estado de Santa Catarina. O Secretário Geral desta confraternização foi o jovem Edson Horn, da Soc. Esp. Allan Kardec de Porto Alegre. 6

7Integrantes da 11ª CONJERGS

11Flâmula da 12ª CONJERGS

A 12ª CONJERGS contou com trezentos e quatro jovens provenientes de Porto Alegre, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Taquara, Esteio, Bossoroca, Pelotas, Rio Grande, Pedro Osório, Santa Maria, Caxias do Sul, Bagé, Piratini, Dom Pedrito, Alegrete, Uruguaiana, Cacequi, São Gabriel, além dos da cidade anfitriã, Santana do Livramento, bem como da cidade uruguaia de Rivera, num total de 21 delegações, compuseram essa confraternização realizada nos dias 6 a 8 de setembro de 1968. Registrou-se, ainda, o comparecimento de observadores de Juventudes Espíritas de São Paulo, Santa Catarina e de Montevidéu. As teses apresentadas foram: – O que é o Espiritismo; – Missão da Doutrina Espírita Como atividade paralela, registrou-se a inauguração do novo prédio da Escola Particular Francisco Spinelli. A Secretaria Geral da reunião ficou a cargo da jovem Rita Maria Dionísio, de São Leopoldo. As unidades militares de Livramento, através de seus comandantes e do Diretor do Hospital da Guarnição hospedaram muitos jovens congressistas. 21 Caxias do Sul, de 3 a 5 de outubro de 1969, sediou a 13ª CONJERGS, num total de 286 jovens do Estado, dos municípios de Porto Alegre, Alegrete, Bagé, Cacequi, Caxias do Sul, Esteio, Guaíba, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, Santana do Livramento, São Leopoldo, São Francisco de Paula, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Soledade, Uruguaiana, Vacaria e Viamão, registrando-se a presença de visitantes-observadores do Uruguai e do vizinho estado de Santa Catarina. As teses foram sobre o tema: “A Mediunidade à luz da Doutrina Espírita”. As conclusões obtidas nos estudos em grupo foram posteriormente submetidas à apreciação geral em reunião plenária. De 4 a 7 de setembro de 1970, em Santa Maria, as dependências do Colégio Centenário, abrigaram a 14ª CONJERGS, reuniram 279 jovens dos municípios de Alegrete, Bagé, Bossoroca, Cacequi, Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, Dom Pedrito, Esteio, Guaíba, Jaguarão, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Rosário do Sul, Santa Maria, Sant’ Ana do Livramento, Santiago, São Leopoldo, Uruguaiana e Viamão, e mais 67 acompanhantes. Foram proferidas as seguintes conferências: – O mundo extrafísico visto pela ciência; – Metapsíquica, pela Parapsicologia, e pela Doutrina Espírita. O tema básico da Confraternização foi: “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”. Os jovens chegaram à seguinte conclusão: “O jovem espírita tem o dever de estudar, exemplificar e ensinar sua doutrina; só assim estará dando sua contribuição para que o Brasil atinja, realmente, a situação de Pátria do Evangelho”. A Conferência da 15ª CONJERGS foi instalada às 19h do dia 13 de novembro de 1971 no Instituto Educacional ‘Passo Fundo’, cedido gentilmente por seu reitor, e seguiu-se até o dia 15. Falou o 2° Vice-Presidente da FERGS, Cel. Waldomiro Eifler, sobre o tema ‘Reencarnação e Responsabilidades’. A reunião prosseguiu com trabalho em grupos, seguido de questionário ao conferencista e atividades de integração: jograis, concertos de piano e encenação da peça ‘Alice no País das Maravilhas’. Sobre o tema ‘Colaboração do Jovem no Movimento de Evangelização da Infância’ foi realizado um estudo. Às 20 h, teve lugar O simpósio sobre o tema ‘Juventude Sadia’, desenvolvido em três aspectos: biológico, sociológico e doutrinário. Falaram ainda o jovem Pedro Gonçalves, em nome da Juventude Espírita de Passo Fundo, e a jovem Georgina de Oliveira, de Bagé, em nome da Juventude Espírita do Rio Grande do Sul. A FEB fez-se representar na Confraternização pela irmã Aglaé de Carvalho, diretora do Departamento de Juventudes da referida federação. Estavam também representadas as Juventudes de Bagé, Bossoroca, Cachoeira do Sul, Carazinho, Caxias do Sul, Esteio, Jaguarão, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Santa Maria, São Leopoldo, São Luiz Gonzaga, São Pedra do Sul, Soledade e Viamão, totalizando 281 pessoas. A hospedagem dos jovens foi proporcionada por colégios e unidades militares da cidade, cedidos por seus respectivos diretores e comandantes.

31Flâmula da 16ª CONJERGS

Mais de 200 jovens estiveram em Novo Hamburgo, de 19 a 22 de novembro de 1973, por ocasião da 16ª CONJERGS, tendo como palco das suas atividades as amplas dependências da Federação de Estabelecimentos de Ensino Superior de Novo Hamburgo – FEEVALE. Confraternizaram juventudes espíritas dos municípios de Arroio dos Ratos, Bagé, Bossoroca, Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, Dom Pedrito, Esteio, Jaguarão, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Santana do Livramento, Santa Maria, Santiago, São Pedro do Sul, Triunfo e Viamão. O Uruguai, como em quase todas as promoções de relevo da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, se fez também presente com o comparecimento de jovens espíritas de Rivera. 41 Foram abordados dois temas de relevância: – A Família’, tratando do relacionamento entre pais e filhos; – O Jovem Espírita no Contexto Atual Contou-se com a presença do Presidente da Federação Internacional, Dr. Luis Di Cristóforo Postiglioni, que também representou a Confederação Espírita Argentina. Este fato contribuiu sobremaneira para o êxito do evento.

51Flâmula da 17ª CONJERGS

De 11 a 14 de abril de 1974, na cidade de Cruz Alta, realizou-se a 17ª CONJERGS, esta confraternização, que contou com jovens dos seguintes municípios gaúchos: Bagé, Cacequi, Cachoeira do Sul, Caxias do Sul, Cruz Alta, Dom Pedrito, Erechim, Jaguarão, Livramento, Novo Hamburgo, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria, Santo Ângelo, São Luiz Gonzaga, Triunfo e Porto Alegre. Estiveram presentes, como visitantes-observadores, vários jovens e outros confrades das cidades catarinenses de Florianópolis, Lages e Laguna, e da cidade uruguaia de Rivera. As reuniões plenárias e palestras foram realizadas na Escola Normal Annes Dias, gentilmente cedida pela 9ª Delegacia Regional de Ensino. Os temas abordados foram: – A Finalidade das Escolas de Evangelização e das Juventudes Espíritas; – Posição do Adolescente e do Jovem Perante a Religião; – Introdução ao Estudo da Mediunidade. O jornal local ‘Diário Serrano’ dedicou um suplemento especial de 8 páginas exclusivamente dedicada a 17ª CONJERGS e artigos doutrinários.

Duzentos e cinqüenta jovens, provenientes de dezesseis cidades do interior do Estado, além dos da capital e das cidades de Rivera e Montevidéu (Uruguai) e de uma representação de Buenos Aires (Argentina) – ressaltando, nesta, a presença de Luís Di Cristóforo Postiglioni, presidente da Federação Espírita Internacional – participaram da 18ª CONJERGS, em Santana do Livramento, de 15 a 18 de abril de 1976. As cidades do interior foram: Bagé, Bossoroca, Cacequi, Cachoeira do Sul, Canoas, Caxias do Sul, Cruz Alta, Dom Pedrito, Esteio, Santana Livramento, Novo Hamburgo, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria, Santiago e Viamão. A hospedagem foi feita pelos sistemas “domiciliar” e “coletivo”, para o que abriram suas portas os lares de Livramento e Rivera além da 2ª Bateria de Artilharia Anti-Aérea, o 2° RPR Mont. da Brigada Militar, a Loja Massônica Caridade Santanense n.2, o Templo da Assembléia de Deus e a Sociedade Espírita Anjo Gabriel, Algumas pessoas foram hospedadas em hotel. As reuniões da 18ª CONJERGS foram levadas a efeito no Ginásio Estadual Professor Liberato Salzano Vieira da Cunha e no Esporte Clube Guanabara. Tendo como tema de estudo o seguinte: “Fundamentos da Doutrina Espírita e suas consequências no comportamento humano”. A presença de uruguaios e argentinos deu, sem dúvida, um toque especial à CONJERGS, não só pela presença dos jovens de Rivera – frequente nos acontecimentos espiríticos de Livramento – mas, também, pela presença dos provenientes de Montevidéu, em número de 30, e ainda dos procedentes de Buenos Aires, em número de 18. Convém lembrar que a presença de representantes do Espiritismo das repúblicas vizinhas acima citadas bem como o do próprio presidente da Federação Espírita Internacional (Internacional Spiritualist Federation – com sede em Londres) nas realizações da 18ª CONJERGS não teve caráter oficial, não havendo pois nenhuma implicação oficial da Federação Espírita do Rio grande do Sul nesse acontecimento, perfeitamente consciente esta de que os relacionamentos, nesse nível, pertencem à Federação Espírita Brasileira. Tudo se processou em virtude da amizade existente entre os participantes dos três países: – Quanto ao Dr. Postiglioni, quando de sua volta de Londres onde fora presidir o ’10° Congresso Espírita Internacional’, em sua passagem por Porto Alegre, permaneceu dois dias no Lar Amigo Germano a fim de rever os amigos. Aí, em conversa com o presidente da FERGS e outros companheiros, entusiasmou-se com as perspectivas da CONJERGS de Livramento, propondo-se a comparecer à mesma. Já na Argentina, seu entusiasmo propagou-se a outros. Os irmãos de Montevidéu solicitaram à irmã Cecília Rocha que organizasse um Curso Intensivo de Evangelizadores para ser desenvolvido na capital uruguaia. O Dr. Postiglioni e sua filha se propuseram a traduzir para o castelhano os programas e planos de aula da Evangelização organizados pela FERGS, para serem distribuídos por eles aos países de língua espanhola. “O Espiritismo e a Espiritualização do Homem” foi o tema central da 19ª CONJERGS ocorrida de 2 a 5 de novembro de 1978 em Porto Alegre, no Instituto Espírita Amigo Germano.

7119ª CONJERGS em Porto Alegre

61Momento Artístico na 19ª  CONJERGS

Há dez anos que a FERGS não organizava confraternizações de juventude espírita na capital gaúcha. A programação só foi assistida por 303 jovens, com comprovada assiduidade e aproveitamento nas reuniões de estudo da Evangelização, sendo que dois terços destes veio do interior do Estado: Bagé, Cachoeira do Sul, Canoas, Caxias do Sul, Cruz Alta, Dom Pedrito, Esteio, Guaíba, Jaguarão, Livramento, Passo Fundo, Pelotas, Rio Grande, Santa Maria, São Leopoldo, Soledade e Viamão.

Estiveram presentes 28 observadores do Uruguai e 4 da Argentina. Esta confraternização foi aberta ao público em geral em dois momentos. O espírito Francisco Spinelli transmitiu uma mensagem psicográfica através da mediunidade de Maria Cecília Paiva, diretora do DIJ da FEB.
8
A 20ª CONJERGS teve como tema central: “Integração do jovem na casa espírita”. A sede foi a bela cidade de Pelotas, de 1 a 3 de abril de 1983. Nesta edição, através do Projeto Pró-Conjergs, os jovens com idade entre 15 e 21 anos poderiam atuar em qualquer das seguintes áreas, conforme seu interesse:
a) Evangelização da infância; b) Departamento doutrinário (tribuna jovem); c) Assistência social (atendimento a asilos, orfanatos, rouperinho, campanhas do quilo, etc); d) Departamento de difusão (distribuição de jornais, mensagens, etc.); e) Departamento administrativo (biblioteca, secretaria, música, etc.); f) Atividades complementares (jogos, teatro, música). Como pré-requisito para a inscrição nesta confraternização, foi solicitado um relatório das atividades realizadas pelos jovens nos respectivos Centros Espíritas. Os cerca de trezentos jovens participantes vieram dos seguintes municípios gaúchos: Porto Alegre, Canoas, Esteio, Pelotas, Santa Maria, Uruguaiana, Bagé, Livramento, Cruz Alta, Cacequi, Santo Ângelo, Jaguarão, Taquara e Passo Fundo.
A 21ª CONJERGS realizou-se em Santa Maria, nos dias 25 e 26 de Julho de 1986, sob a coordenação de Valéria Espíndola.

Após a  21ª CONJERGS, houve um hiato de 13 anos na realização das confraternizações. Para a retomada das confraternizações estaduais, foi estruturado um projeto com duração de dois anos: 1999 e 2000, em 4 momentos: 1° Momento) PREPARAÇÃO: Com as seguintes fases: 1ª Fase Nos Centros Espíritas Federados, Jovens da Juventude 1, 2 e 3 definiram um subtema que representou seu Centro Espírita nesta fase. Informação nominal, ao DIJI FERGS, dos evangelizandos do 3° Ciclo de Infância, 1°, 2° e 3° Ciclo de Juventude, que frequentavam com assiduidade as aulas de evangelização no 2° Semestre de 1998. 2ª Fase Nos Centros Espíritas Federados Cada Ciclo de Juventude (JUl, JU2 e JU3) deveria estudar e redigir um texto do subtema escolhido pelo Centro Espírita. Se houvesse um Ciclo de Juventude, redigiriam um texto; dois Ciclos, dois textos e três Ciclos, três textos. Os textos elaborados deveriam ser enviados à UDE ou UME ao DIJ/FERGS. 3ª Fase Nas Uniões Distritais e Municipais: Cada União Espírita (UDE ou UME) reuniu os jovens (JUl, JU2 e JU3) pertencentes aos Centros Espíritas que a compõem, com o objetivo de escolherem o subtema que deu origem aos textos, representando a União na próxima etapa. 2° Momento) Realização da 22ª CONJERGS, com a temática “Desafios da Juventude”. No encontro, foram trabalhados os seguintes subtemas:

– Desafios perante si mesmo; – Desafios perante a família; – Desafios perante a sociedade; – Desafios perante a religião. Os objetivos do encontro: 1. Proporcionar aos participantes: estudo, análise, debate e produção de texto sobre o subtema escolhido à luz da Doutrina Espírita; 2. Promover o encontro entre jovens espíritas, oportunizando novas amizades e trocas de experiências positivas; 3. Despertar e fortalecer nos participantes o desejo consciente e responsável do crescimento espiritual, através da reforma íntima. Os participantes:
Jovens evangelizandos e seus respectivos evangelizadores dos 1°, 2° e 3° Ciclos de Juventude dos Centros Espíritas Federados do Estado do Rio Grande do Sul.
9
10
O encontro ocorreu nos dias 14 e 15 de novembro de 1999, tendo como sede o CPOR de Porto Alegre, onde participaram 380 jovens evangelizandos, 56 evangelizadores e 60 companheiros do movimento espírita gaúcho que compuseram a Comissão Organizadora. Esses representaram todas as regiões de nosso Estado através dos 88 Centros Espíritas participantes do Encontro. O alojamento aos participantes foi nas seguintes guarnições militares: CPOR POA, Cia. do Comando. da 6° DE, P DL, Cia. de Guardas, 8° B.Log., 18° B.LMTZ e Escola de Bombeiros da Brigada Militar.A programação do Encontro iniciou às 5 horas do dia 14 de novembro de 1999, com a recepção no CPOR e na Estação Rodoviária de Porto Alegre. Seguindo-se o café da manhã, a integração a cargo do Grupo Alquimia (formado por jovens da S.E. Esp. Caravaneiros da Fratemidade, Francisco de Mont’ A1veme e Atheneu Espírita Cruzeiro do Sul, de Porto Alegre).A abertura oficial do Encontro foi às 10 horas, registrando a composição da mesa com as seguintes pessoas: Raul Teixeira; Maurício Roberto Silva, Presidente da Federação Espírita do Paraná; Nilton Stam de Andrade, Presidente da FERGS; Coronel Sub-comandante do CPOR; Georgeta M. Oliveira da Rocha, Diretora do DIJ da FERGS e José Otávio Binato, componente da Comissão Organizadora da 22ª  CONJERGS e representante do interior de nosso Estado.Logo em seguida à exposição de Maurício Roberto Silva sobre “Desafios Perante Si” e Raul Teixeira com os “Desafios Perante a Família”, veio o momento de responder as perguntas do público sobre estes dois assuntos.No final da tarde, Maurício Roberto Silva com os “Desafios Perante a Sociedade” e a janta.Na manhã do domingo, dia 14 de novembro, Raul Teixeira expôs os “Desafios perante a Religião”. A seguir mais um momento de responder perguntas do público, agora Raul Teixeira e Maurício o fizeram envolvendo os dois últimos subtemas, encerrando esta etapa do Encontro com Raul Teixeira.À tarde, os jovens foram divididos em 21 grupos, onde puderam vivenciar situações problema envolvendo os desafios da juventude.Reuniu-se também um grupo de evangelizadores para a mesma tarefa.111Encontro com Raul Teixeira encerrou- se no auditório com o pronunciamento e prece da companheira Gládis Pedersen de Oliveira e o “Abraço da Paz”, envolvendo todos os participantes.Registramos os cumprimentos de Cecília Rocha, Vice-Presidente da FEB:“Ao ensejo da 22° Confraternização de Juventudes Espíritas do RS, nosso pensamento volta ao distante ano de 1957, marco, da Confraternização, trazendo memórias de grandes realizações misturadas a emoções muito confortadoras. Já se faz longo o caminho percorrido, pleno de experiências, umas bastante exitosas, outras, menos, mas todas resultando em conhecimentos e maturidade, conseguidos com o trabalho  continuado e com o concurso indispensável do tempo. As experiências de uma tarefa cada vez mais produtiva continuam a animar a todos nós que confiamos no dinamismo e no ideal da Juventude Espírita.

Que esse ideal, que bem caracteriza os jovens gaúchos, aliado à sua força de trabalho, possa contribuir para o progresso cada vez mais ascendente da difusão da mensagem espírita no Rio Grande do Sul e no Brasil.”. Centros espíritas participantes do Encontro:ALEGRETE: Eulália Nogueira, Manoel Quintana, Remanso de Paz; BAGÉ: Adolpho Bezerra de Menezes, Amor e Caridade, O Bom Samaritano; CAÇAPAVA DO SUL: Caminho da Luz, Fratemidade; CACHOEIRA DO SUL: João de Deus; CACHOEIRINHA: Francisco de Assis, Vinha de Luz; CAMAQUÃ: Terezinha de Jesus, Porta de Damasco, Rosas Brancas; CANDIOTA: Irmãos na Fé; CANOAS: Cristo e Caridade, Fratemidade, Humberto de Campos, Luzia, Seara Cristã; CAPÃO NOVO: Novo Horizonte; CARAZINHO: Perseverança Salvadora; CAXIAS DO SUL: Alunos do Bem, Bezerra de Menezes, Fora da Caridade Não Há Salvação; DOM PEDRlTO: João Batista; ESPUMOSO: Sementeira do Amor; ESTEIO: Gabriel Dellane; GRAVATAÍ: Vinha de Luz; GUAÍBA: Caminho da Luz, Discípulos de Cristo; IJUÍ: Luz no Caminho; LAVRAS DO SUL: Allan Kardec; NOVO HAMBURGO: Em Busca da Verdade; OSÓRIO: Amor e Caridade; PANAMBI: Cristo, Amor e Caridade; PASSO FUNDO: Bezerra de Menezes, Caminho da Luz, Caridade Dias da Cruz, Cáritas; PELOTAS: Fabiano de Cristo; PORTO ALEGRE: Allan Kardec, Atheneu, Belém, Bezerra de Menezes, Caminho da Luz, Caravaneiros da Fratemidade, Caridade e Fé, Círculo da Luz, Dias da Cruz, Dom Thomé, Francisco de Assis, Homens de Boa Vontade, Lami, Lar Francisco de Assis, Legião Espírita, Luz e Caridade, Luz no Caminho, Mont’ Alverne, Os Mensageiros de Jesus, Paulo de Tarso, Paz e Amor, Reforço da Verdade, Suepa, Terceira Revelação Divina; RIO GRANDE: Kardecista, Refúgio Fraterno; SANTA MARIA: A Caminho de Jesus, Oscar Pithan; SANTO ÂNGELO: Fé e Esperança, Seara do Mestre; SANTO ANTÔNIO DA PATRULHA: Fonte de Luz; SAPUCAIA DO SUL: Dom Tomé Luiz de Souza, Obreiros da Vida Eterna; SÃO GABRIEL: Obreiros da Caridade; SÃO LEOPOLDO: Amor à Verdade, e Luz, Fé e Caridade; SÃO LOURENÇO DO SUL: Casa da Paz; SAPIRANGA: Ciranda de Luz; SOBRADINHO: Joanna de Ângelis; SOLEDADE: Luz e Caridade; TAQUARA: Irmã Dalva; TRIUNFO: Amor, Fé e Caridade, Miguel Arcanjo; URUGUAlANA: Fé, Esperança e Caridade,Paz em Jesus, Senda de Jesus VIAMÃO: Bezerra de Menezes.
3° Momento) PUBLICAÇÃO Edição especial da Revista “A Reencarnação”, contendo as conclusões da 22ª CONJERGS, em relação à temática proposta. A contribuição de Raul Teixeira é destacada na página 5 e dos jovens participantes na página 13 desta edição. 4° Momento) CONSOLIDAÇÃO Realização de encontros com jovens e evangelizadores nos Centros Espíritas, nas UDE/UME e nas Regiões Federativas, ao longo do ano 2.000, com objetivos de: • Transmitir aos que não participarem do evento os temas abordados; • Avaliar o tema e implementá-lo. Após mais 10 anos passados da 22ª CONJERGS, nos dias 23, 24 e 25 de Outubro de 2009, a FERGS, através do DIJ realizou a 23ª CONJERGS, no Gremio Expedicionário Geraldo Santana, na cidade litorânea de Tramandaí.

cartazfinal

Cartaz 23ª CONJERGS

12

Participantes da 23ª CONJERGS em Tramandaí

13

Participantes da 23ª CONJERGS

22

Equipe da organização 23ª  CONJERGS

14

Parte da equipe da organização 23ª  CONJERGS

Jovens de todo o Estado tiveram a oportunidade de estudar e confraternizar, tendo como tema “O Jovem e a Doutrina Espírita”, com um enfoque que visava proporcionar ao jovem sua reflexão a cerca de sua colaboração para a construção de uma humanidade melhor. Mais de 400 pessoas envolveram-se nesse encontro, entre jovens, evangelizadores e comissão organizadora. Com uma extensa programação, que ocupou os participantes integralmente durante todos os minutos dessa CONJERGS, os jovens viram-se envolvidos pela hospitalidade e fraternidade dos organizadores, tanto do lado físico como do lado espiritual. A Recepção iniciou-se na noite do dia 23 e seguiu-se até à madrugada, estendendo-se pela manhã, quando chegaram as últimas delegações. Representantes de Uruguaiana, São Borja, Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia, Caxias do Sul, Pelotas, Bagé, Uruguaiana, Dom Pedrito, Santa Maria, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Alvorada, Cruz Alta, Santo Ângelo, Palmeira das Missões, Tramandaí, Quintão, Santo Antônio da Patrulha, Torres, Caraá, Guaíba, Camaquã, Santa Cruz do Sul, Farroupilha, Carazinho, Cachoeirinha e Alvorada. A base para a palestra de abertura foi a obra mediúnica “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”, ditado pelo espírito Humberto de Campos ao médium Chico Xavier, palestra essa que foi realizada por Sílvio Oliveira. A palestra de encerramento foi conduzida pela presidente da FERGS, Gladis Pedersen de Oliveira e versou sobre o tema “O futuro é agora”, onde o brilhantismo da oradora calou fundo no coração de cada participante que, certamente , refletirá profundamente sobre seu papel na construção de um mundo melhor e que este trabalho já começou, estando em suas mãos a realização dos melhores projetos para o bem da Terra. Durante os momentos em que os jovens estiveram reunidos em suas oficinas de trabalho, evangelizadores participavam de encontros com os dirigentes da FERGS, no salão principal, sob a direção de Maria Elisabeth Barbieri, diretora do Departamento Doutrinário da FERGS, e de Elmira Pelufo, vice-presidente. No final da CONJERGS, momento de grande emoção, quando todos ouviram a mensagem psicográfica de Bezerra de Menezes, através de Maria Elizabeth Barbieri, relativa ao encontro e à sua importância, além da merecida homenagem feita a Celina Córdova, participante de todas as CONJERGS, desde a primeira em 1957. Aliás, Celina foi longamente entrevistada e filmada pela equipe do DECOM, deixando gravado interessante depoimento.

15Celina (direita) e Elmira Pelufo

A espiritualidade se fez presente pois, a todo momento, eram relembrados todos aqueles que trabalharam pela CONJERGS e nela vivenciaram seus grandes dias, evangelizadores e evangelizandos, encarnados e desencarnados. Foi, sem dúvida, um grande evento e isso se pôde constatar pela alegria estampada no rosto de todos e pela satisfação que esta CONJERGS causou, mais uma vez, em seus participantes. Passado, presente e futuro se mesclaram neste fabuloso encontro de jovens espíritas do Rio Grande do Sul que foi transmitido ao vivo, durante os três dias, pela TVCEI para o Brasil e para o Mundo. A24ª CONJERGS  reuniu em Bagé, nos dias 28 a 30 de outubro de 2011, 470 jovens evangelizandos espíritas, seus evangelizadores e trabalhadores voluntários, totalizando 700 participantes e teve como tema central Jovem: Por que Te Deténs?

aaa1

Os conteúdos doutrinários foram desenvolvidos em 03 subtemas: Auto- conhecimento, Importância da Encarnação para o  Espírito e O papel da Sexualidade para o desenvolvimento do ser,  os quais foram trabalhados em forma de Oficinas, Painéis Interativos, Teatro fórum, Programas de Auditório e QUIS, de forma a construir conhecimentos e proporcionar vivências, de forma criativa, leve e interativa, tiveram a “cara dos jovens”. No Autoconhecimento se trabalhou A vontade e a fé na transformação individual; Conflitos existenciais atuais; A benção do esquecimento do passado. Na Importância da encarnação para o espírito – O papel das relações familiares, sociais e profissionais no centro espírita e na sociedade foram trabalhadas as Vivências sociais do jovem – família, sociedade e centro espírita; Apegos e perdas na juventude; Mediunidade e Obsessão e Profilaxia desobsessiva. E no Papel da sexualidade para o desenvolvimento espiritual do ser alguns assuntos tiveram destaque, tais como  O jovem e o sexo; Sexo livre ou responsável? Gravidez na adolescência; Homossexualidade.

oficial

Foto Oficial

Do anoitecer de sexta até o amanhecer de sábado jovens de todo o Estado chegaram em caravanas trazendo na bagagem muita alegria, muita energia e vontade de interagir com os demais. Na recepção e credenciamento, as equipes de trabalho estavam preparadas para recebê-los e orientá-los sobre os alojamentos e deslocamentos. Nas primeiras horas da manhã de sábado, aproximadamente 500 jovens encontraram-se para o café na União Espírita Bageense Caminho da Luz. A seguir dirigiram-se para a URCAMP – Universidade da Região da Campanha, local de realização do evento.

???????????????????????????????

Abertura A abertura da CONJERGS contou com a seguinte formação de mesa: Maria Elisabeth Barbieri – presidente da FERGS, Carlos Eduardo Colombo – Prefeito de Bagé, Márcio Garcia – presidente do Conselho Interreligioso de Bagé, Berenice Santos – diretora do DIJ FERGS e Vera Maria Ribeiro – presidente da UME Bagé. Usaram da palavra, para dar boas vindas e ressaltar a importância do evento, a presidente da FERGS, o prefeito municipal e a diretora do DIJ FERGS. Após foi exibido um vídeo de Divaldo Franco que falou aos jovens, feito especialmente para a abertura da XXIV CONJERGS e gravado na ocasião do 6º Congresso Espírita do Rio Grande do Sul. Na harmonização musical do ambiente, o Grupo de Vozes da UME Bagé apresentou duas músicas.

???????????????????????????????

???????????????????????????????Grupo de vozes da UME Bagé

A Sexualidade no Desenvolvimento Espiritual do Ser O tema “A Sexualidade no Desenvolvimento Espiritual do Ser” foi trabalhado por Gabriel Salum, evangelizador de Juventude e diretor do DECOM da FERGS em forma de Teatro Fórum. Durante esta atividade foram apresentadas três esquetes a cargo do GPJ de Pelotas que abordaram os temas homossexualidade, desequilíbrios sexuais e responsabilidade sexual. Os esquetes teatrais foram entremeados por explicações doutrinárias realizadas por Salum, com a participação do público presente através de depoimentos, perguntas e opiniões. Rogéria Garcia, que coordenou a apresentação dos esquetes do GPJ Pelotas, esclareceu que o teatro fórum tem peculiaridades do teatro, porém a proposta está baseada na construção do conhecimento através de fatos reais do cotidiano, onde os jovens podem discutir as opções para cada situação. Os atores não tem um texto definitivo e em determinados momentos a dinâmica é congelada e passa-se a discutir as opções para solucionar. “A CONJERGS vem mostrar que o jovem não é um mero espectador, mas sim um autor, diretor, ator de sua própria história. Transformação de atitude para a transformação do planeta.” Para Gabriel Salum, “o Movimento Espírita está amadurecido para abordar o tema sexualidade visando ampliar a percepção do jovem além do ato sexual.” Na juventude a sexualidade É UM FATO crucial para dirigir suas energias e optar pelo correto. A abordagem é simples e clara, esclarecendo os questionamentos a respeito das atitudes ocorrentes na sociedade, como direcionar estas questões e aprofundar o estudo desta temática sem preconceitos. A mensagem deixada é: Sejam diferentes, para que o jovem seja bondoso, responsável e capaz de mudar o mundo; Jovem ame e aja!

???????????????????????????????

Produção artística na XXIV CONJERGS Os evangelizadores Márcia Albuquerque e Fabiano Boeira, responsáveis pela subcomissão artística da XXIV CONJERGS, relatam a importância dos momentos artísticos como atividades musicais, teatrais, vídeos e curta metragens, desenvolvidas pelos próprios jovens participantes, através dos GPJs (Grupos de Programação Juvenil) e GPMs (Grupos de Programação Musical). As músicas cantadas na Confraternização fazem parte de uma apostila que foi especialmente organizada para o evento. Muitas Casas Espíritas possuem jovens que estão também nos Grupos de Programações Juvenis – GPJ. Estes grupos têm por finalidade divulgar a doutrina e integrar o jovem no Movimento Espírita, e muitos grupos desenvolvem suas atividades relacionadas com alguma expressão de arte, pois esta é uma das formas de comunicação e de educação para a evangelização do jovem.

???????????????????????????????

Toda a 6ª Região Federativa colaborou com a CONJERGS O vice-presidente do Conselho Regional Espírita da 6ª Região, Ayr Nogueira, ressaltou a importância do trabalho incansável de mais de 110 voluntários na infraestrutura do evento. No entanto, as vibrações de alegria dos jovens compensam todo o esforço. Para finalizar, Nogueira ressaltou a importância dos jovens receberem ensinamentos evangélicos, tendo Jesus como exemplo para buscar vivenciar o amor e assim alcançar a plenitude. A CONJERGS fez parte das comemorações dos 200 anos de Bagé Entendendo o valor da CONJERGS, a Prefeitura Municipal de Bagé a inseriu no calendário de festividades dos 200 anos do município, em parceria com a Comissão Inter-religiosa e a União Municipal Espírita de Bagé, composta por 10 casas federadas, de Bagé, além de uma em Aceguá e outra de Pinheiro Machado, segundo informou a presidente Vera Ribeiro. Vera ressaltou a importância do engajamento dos jovens no Movimento Espírita, pois eles são o futuro. Por este motivo, a UME Bagé promove Tardes Juvenis, com a participação da juventude bageense e com este trabalho espera-se que o jovem espírita torne-se o elemento modificador da sociedade. Para o presidente do Conselho Regional Espírita da 6ª Região, Pedro Peçanha, a colaboração de todos os trabalhadores é uma tarefa árdua, mas, a alegria contagiante de todos é maior. Agradeceu à URCAMP, por ceder sua sede e assim permitir que todo o evento ocorresse no mesmo local e aos inúmeros patrocinadores. Também foi muito importante para o desenvolvimento dos trabalhos a colaboração da União Espírita Bageense Caminho da Luz que hospedou os voluntários e cedeu sua estrutura integralmente para a realização do evento. Bônus Hora bo O programa Bônus Hora, contou com a presença de três entrevistados, Marco Leite – DIJ FEB, evangelizadores de Juventude Gabriel Salum – DECOM FERGS e Helena Bertoldo da Silva – DEDO FERGS, os quais responderam perguntas a respeito dos temas da CONJERGS, tais como Sexualidade, Conflitos existenciais, Autoconhecimento e Mediunidade. As perguntas chegavam através de vídeos, que foram gravados e produzidos anteriormente pelos GPJs e também dos jovens presentes. Por ser um assunto de extremo interesse, os jovens participaram de forma efetiva recebendo sempre os esclarecimentos conforme os princípios da Doutrina Espírita.

???????????????????????????????Marco, Helena e Gabriel

Durante todo o programa o “púlpito” esteve aberto para os questionamentos e os jovens espontaneamente expuseram também sua alegria em estar participando do evento. O programa contou ainda com a presença da banda “Evangelizar Música Espírita”, “comerciais espíritas” criados pelos jovens e algumas chamadas feitas pelos trabalhadores voluntários e mensagens de oradores espíritas presentes no 6º Congresso Espírita do Rio Grande do Sul, feitas especialmente para este encontro de Jovens. Ao final do programa a alegria ficou a cargo do grupo “Evangelizar é amar” que fez a festa com os jovens que cantaram e extravasaram a alegria de ali estarem.

299760_273134672724983_100000853569325_825485_607022570_n

Representante do DIJ da FEB participa da CONJERGS O representante do DIJ da FEB, Marco Leite, participou com grande alegria de todos os momentos da XXIV CONJERGS. Na ocasião expressou a preocupação que devemos ter com a evasão dos jovens no Movimento Espírita. Segundo Marco, para converter esta situação o desafio é integrar o jovem nos trabalhos da Casa Espírita. Disse também que a FEB apoia os encontros de jovens em todos os estados brasileiros, assim como também apoia a preparação de evangelizadores, organização de conteúdos, de técnicas e de metodologias de ensino. Por esse motivo, a FEB planeja, no futuro, realizar eventos interestaduais e nacionais de confraternização de jovens espíritas. Destacou que no Brasil, o Rio Grande do Sul foi o precursor da implantação de Evangelização infanto-juvenil, servindo de modelo aos demais estados. Marco Leite cativou a todos os presentes com sua simplicidade, afetividade e alegria durante o tempo que esteve conosco.

???????????????????????????????

O Ideal que Permanece Maria Elisabeth Barbieri, presidente da Federação Espírita do Rio Grande do Sul, promotora da XXIV CONJERGS, em entrevista à TV FERGS, salientou que este é o maior evento da Juventude Espírita Gaúcha. Estão representados 32 municípios gaúchos promovendo a Unificação, a aproximação dos jovens, assim como o estudo da Doutrina Espírita. Com isto, a Federação espera formar homens de bem, que sejam íntegros, formando famílias estruturadas e que assumam posições de liderança junto ao Movimento Espírita. Que comida boa! O coordenador geral de Infraestrutura do XXIV CONJERGS, Eduardo Domingos, Bibo como é conhecido pelos jovens, destacou o trabalho realizado pelas diversas subcomissões, como transporte, alimentação e hospedagem, que proporcionaram aos jovens a oportunidade de participar do evento com segurança e qualidade, a exemplo da gostosa alimentação servida todos os dias para participantes e equipes de trabalho.

6299818206_5a175160ee_o

Os temas foram excelentes e interessantes Os temas abordados nas oficinas para os jovens foram: Importância da encarnação para o espírito; Conflitos existenciais atuais e a benção do esquecimento do passado e A vontade e a fé na transformação individual. A coordenação da Comissão Técnico-Pedagógica foi desenvolvida por Grazieli Xavier e Marlise Ribeiro, a qual destacou nesta atividade a integração que existe entre os trabalhadores e participantes encarnados junto com os desencarnados, trabalhadores e participantes no plano espiritual, com o apoio dos benfeitores amigos e a inspiração de nosso Mestre Jesus. Respondendo a anseios dos jovens que construíram a temática do evento, a equipe de trabalho sistematizou as sugestões e construiu os temas que foram tratados e estudados de forma dinâmica e simples e de acordo com a linguagem do jovem. Os 470 jovens participaram de 21 oficinas simultâneas, e esta metodologia de oficinas foi usada porque só se torna significativo aquilo que é vivenciado, visando entender o conhecimento para aplicá-lo. “A CONJERGS serve para o jovem refletir sobre sua condição na sociedade e, assim, despertar o desejo de mudar. A mudança é exigida pela própria vida que é naturalmente dinâmica. Mas também é preciso mudar interiormente e nas ações para que as escolhas sejam mais conscientes.”

??????????????????????????????? Painel Mediunidade e Obsessão / Profilaxia desobsessiva

O Painel foi trabalhado por Helena Bertoldo – DEDO FERGS e contou a participação de Maria Elizabeth Barbieri – Presidente da FERGS e Gabriel Salum – DECOM FERGS que apresentaram a esquete teatral “Mãos ressecadas”. Ao final foi exibido um Curta metragem produzido pelo GPJ Caxias do Sul com o tema “Influências Espirituais.”

???????????????????????????????

Revisão das Temáticas da CONJERGS – QUIZ Como última atividade da XXIV CONJERGS, a subcomissão artística trouxe aos jovens o QUIZ, uma atividade de revisão das temáticas do encontro. Essa atividade baseou-se em perguntas com respostas objetivas que deveriam ser escolhidas pelos jovens, trabalhando a revisão de forma divertida e com um toque de humor nas respostas erradas. O QUIZ contou com a “presença” de importantes personalidades, tais como: Joanna de Ângelis (Carla Rossana), Meimei (Aida), André Luiz (Luciano), Chico Xavier (Eduardo) e Amélie Boudet (Rosa Elaine) que respondiam as perguntas de Allan Kardec, (apresentador Dani Ângelo). A atividade divertida e ao mesmo tempo de revisão de aprendizado, teve uma participação entusiasmada dos jovens.

294370_267233973313971_100000821119111_676275_1843811008_n

E a XXIV CONJERGS chegava ao fim! E assim chegamos ao final do maior evento de Juventudes Espíritas do Estado do Rio Grande do Sul, a maior CONJERGS até hoje, com a participação de mais de 700 pessoas entre jovens, evangelizadores e trabalhadores das equipes. Nos momentos finais, a jovem Bárbara Demétrio, de Caxias do Sul acompanhada ao violão pelo evangelizador Luciano Alencastro, cantou a música “Como é grande o meu amor por você” em homenagem e agradecimento a todos os trabalhadores que se envolveram em todo o processo, e que levou muitos às lágrimas. Após a fala final da presidente da FERGS Maria Elizabeth Barbieri e de Berenice Santos Diretora do DIJ FERGS, Dario Portinho Coordenador Geral da XXIV CONJERGS chamou à frente toda a equipe de trabalho, carinhosamente apelidada de “os Smurfs” (pela cor azul da camiseta da equipe de trabalhadores).

383791_103996236380625_100003107470450_29448_1823578750_n

O jovem Érick da USE de São Paulo, presente no evento, emocionou a todos com um vídeo produzido durante o evento, em homenagem à Juventude Espírita gaúcha presente na CONJERGS. E finalizando então, foi exibido um vídeo de encerramento com os registros das atividades preparatórias de todo o estado, bem como de todo o trabalho desenvolvido antes e durante a CONJERGS pelos GPJs, GPMs e Comissões de Trabalho. O vídeo que foi produzido e também finalizado no próprio evento pela Márcia Albuquerque, coordenadora da Subcomissão Artística, com as fotos da XXIV CONJERGS emocionou a todos, que cantaram juntos, abraçados ou de mãos dadas o tema musical “Por um mundo melhor”, versão brasileira de “We are the world.” A presidente da FERGS encerrou com uma lindíssima e vibrada prece, a qual foi acompanhada de fundo pela música “Mestre Jesus” do grupo Evangelizar é Amar. Mais um momento de grande emoção para todos que lá estiveram.

390966_267233863313982_100000821119111_676272_1544351919_n

O clima era de despedida, mas a alegria no coração de todos era imensa. Como relatou Bibo (Eduardo Domingos) o sentimento que fica é de saudade, do trabalho, das equipes, dos jovens e como o coração vai enchendo de emoção ele acaba transformando-a em lágrimas de alegria. Em meio a abraços, sorrisos e lágrimas, os jovens trocaram promessas de reverem-se em outros encontros e abraçados, os trabalhadores comemoravam o sucesso de todo um trabalho de meses de dedicação e renúncia. O que ficou depois destes intensos três dias de encontro foi a certeza de que juntos, unidos, podemos sim fazer desse mundo “Um mundo bem melhor”, afinal, os jovens que lá estiveram não se deterão mais. Mensagem aos jovens, evangelizadores e voluntários que participaram da XXIV CONJERGS “ A cátedra do Mestre serve-se do esforço do aprendiz para exemplificar a excelência do método e a superioridade da meta; se fores o aprendiz esforçado poderás fruir das bênçãos de fazer-te útil”. Lúcia, um espírito amigo. Queridos irmãos e irmãs de caminhada. Os dias de aprendizado e reflexões que tivemos a chance de vivenciar na XXIV CONJERGS serão, por muitos dias, meses, anos, elementos integrantes dos nossos pensamentos e ações. Poucos eventos nos trazem com tanta ênfase, a oportunidade de presenciarmos o ensino que os devotados guias da Espiritualidade ministraram ao ditarem sob o título “A Geração Nova” a brilhante e atualíssima identificação dos dias atuais, com sua diversidade de almas e seus estágios evolutivos. Conforta-me o coração perceber o elevado número de jovens que transitam na condição da geração que chega. Com valores morais em floração acentuada, com o raciocínio lúcido e os sentimentos pujantes, despontando em cada palavra e cada gesto. Dentre eles há evangelizadores e lideranças estabelecidas já há algumas décadas na Terra e que possuem os mesmos traços que os inserem na novel caravana que traz na alma a gentileza, a sensibilidade, a palavra enérgica, mas repassada de doçura, o olhar brilhante e envolvente, a tolerância, a paciência e a alegria. Vê-los, as amarguras, insatisfações e inflexibilidade da velha geração que parte, como assevera o Codificador, diluem-se num tempo que sabemos estar distante da realidade que hoje se descortina no mundo. Meus queridos jovens, planos da sabedoria divina para serviço à humanidade, como leciona o benfeitor Emmanuel, sois a aurora de certezas plenas de uma nova era onde o paradigma do ser impor-se-á sobre a ditadura do ter. Na qual o culto ao consumismo, à sexolatria, às fugas espetaculares para as drogas de toda a espécie cederão terreno às nuances do auto e do aloamor, encaminhando as criaturas para a senda da verdadeira felicidade. Sereis os aprendizes esforçados, dignificando o ensinamento do Mestre e com ele contribuindo na disseminação da luz em meio às sombras que ainda persistem rondando os recantos terrenos. É de responsabilidade o compromisso que assumimos ao encerrarmos na CONJERGS, dois anos de estudos sobre os fatores que poderiam nos deter os passos. Agora continuemos, olhando (conhecendo, estudando) vigiando (agindo bem, pensando com nobreza,falando melhor) e orando (agradecendo, sintonizando com o alto, pedindo forças) a fim de que sejamos obreiros úteis na seara do Cristo. Com carinho e gratidão por estar com todos. Lúcia um espírito amigo. Maria Elisabeth da Silva Barbieri

CONJERGS a partir de 2009

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s